Benelli é o primeiro fabricante de armas de fogo a aplicar tratamentos criogênicos industriais nos canos das armas e dos mobilchokes, a fim de melhorar o seu  desempenho balístico. Até agora, o custo e a complexidade dos tratamentos criogênicos têm limitado as aplicações ás indústrias de alta tecnologia, como a  aeroespacial, aos instrumentos cirúrgicos e outros setores especializados.

 

 

O primeiro elemento do sistema Crio é o cano Crio.  O aço tratado criogenicamente expande muito pouco sob os efeitos do calor e da pressão. Isto permite aos canos Crio  vibrar e expandir uniformemente durante o disparo. Como mostra o gráfico, o padrão obtido através de um cano Crio é mais amplo, melhor distribuído e mais uniforme, o centro do padrão não muda com o número de disparos efetuados , todo em benefício de um  tiro preciso. O tratamento criogênico também prolonga a vida útil do cano, melhorando a resistência ao desgaste e a corrosão provocada pelos resíduos da combustão. O Sistema Crio também tem sido aplicado com sucesso nos mobilchokes. Os mobilchokes Crio são alongados com uma forma cónica com um aperto gradual e suave até a boca do cano (1). Essas características foram especialmente desenvolvidos para evitar aglomeração e reduzir a deformação do tiro. É um fato bem conhecido da aerodinâmica que uma forma perfeitamente esférica irá mover-se mais rápido e numa linha mais reta do que uma achatada ou deformada. O Sistema Crio da Benelli dá padrões de tiro que são consideravelmente mais densos e mais bem distribuídos no centro e nas bordas. Estas fotografias de tiro em voo, tomadas pelo departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Benell, usando um equipamento especial, compara os resultados obtidos a partir de um cano Crio e mobilchoke Crio(2) com os obtidos a partir de um cano e mobilchoke padrão.