A engenhosidade do Sistema Benelli, protegido por patente internacional, encontra-se no rigor do design, simplicidade de construção e facilidade de manutenção. Tendo três componentes principais: a culatra  que actua como uma massa de inércia e desliza livremente ao longo de guias laterais existentes na báscula, a cabeça da culatra e a mola interior da culatra, que funciona livre no interior da mesma. De funcionamento engenhoso e eficiente. Enquanto o conjunto da culatra se move para a posição de disparo, o pino de rotação da  cabeça desliza  ao longo de uma guia recortada no corpo da culatra forçando a cabeça a fechar  no cano. Quando o gatilho é puxado, todos os componentes da espingarda, com a excepção da culatra, deslizam para trás. Ao mesmo tempo, a mola de inércia é comprimida entre a cabeça da culatra  e o corpo da mesma. A alavanca do elevador sobe para permitir que o cartucho mova do depósito para a câmara. No fim do ciclo de recuo, a pressão no interior da câmara atinge um nível seguro e o movimento para trás da espingarda desacelera. Em seguida, a mola do interior da culatra empurra o conjunto da culatra para trás, libertando a cabeça rotativa e extrai o cartucho disparado da câmara, empurrando-o contra o ejector. Quando o cartucho vazio deixa a báscula, a energia desenvolvido pelo conjunto da culatra no seu movimento rearma o cão e comprime a mola de recuperação dentro da coronha. Após isso, a mola de recuperação empurra o conjunto da culatra para a frente, para a posição de disparo colocando durante esta acção um novo cartucho na câmara. A velocidade e facilidade destes movimentos, juntamente com precisão mecânica e a simplicidade de construção garantem um ciclo de funcionamento sem falhas , oferecendo a  máxima resistência e extrema fiabilidade.

 

Immagine: